Números da construção civil: projeções para o próximo ano são mais positivas

Na construção civil, 2017 deve ser mais um ano de retração: nos últimos 04 anos, o encolhimento do setor é estimado em 14,3%, segundo o IBGE. Só em 2017, a queda é estimada em pouco mais de 5%. Mas 2018 está deixando o setor um pouco mais otimista.

A Câmara Brasileira da Indústria da Construção (CBIC) e Sinduscon-SP (Sindicato da Construção paulista), por exemplo, acham que o setor de construção civil pode até mesmo voltar a contratar – após perder mais de um milhão de postos de trabalho desde outubro de 2014.

Alguns editais recentes e projeções de investimentos sinalizam que o volume de obras no país pode mesmo melhorar. No estado de São Paulo, a Agência de Transporte do Estado (Artesp) publicou edital para concessão do Trecho Norte do Rodoanel Mário Covas (SP 021), com previsão de investimentos na ordem de R$ 581,5 milhões, ao longo de 30 anos de concessão.

Rodoanel_sosinil
Veja aqui mais notícias sobre a obra do Rodoanel, onde a Sosinil já atuou.

No âmbito federal, o programa ‘Agora, é Avançar’, lançado no início de novembro, anunciou planos de concluir 7439 obras que estão paralisadas pelo país, num volume total de investimentos de R$130 bilhões e prazo de entrega até final de 2018. Deste montante, 722 obras são no estado de São Paulo, com investimentos calculados em R$16 bilhões. O Nordeste terá o maior número de obras: 3.186, com investimentos de R$ 19 bilhões.